Mais do que a Terra pode nos dar | Earth Overshoot Day

Neste último final de semana (22/08/2020), ultrapassamos o nível de consumo dos recursos naturais que o planeta Terra é capaz de oferecer anualmente para a humanidade, sem prejuízo para sua regeneração.

O “Earth Overshoot Day” marca a data em que a demanda da humanidade por recursos e serviços ecológicos em um determinado ano excede o que a Terra pode regenerar naquele ano. Mantemos esse déficit liquidando estoques de recursos ecológicos e acumulando resíduos, principalmente dióxido de carbono na atmosfera.

Utilizamos os recursos naturais para produção de bens, alimentação, moradia, transporte e todas as outras atividades humanas que causam impacto significativo sobre o ecossistema. É a nossa “pegada ecológica”. O problema acontece quando esse impacto é superior à capacidade de regeneração natural do planeta.

Esse cálculo é feito por especialistas no assunto, e invariavelmente gera polêmicas.

Uma boa parte da comunidade científica global acredita que, desde o início da década de 1970, ultrapassamos esse ponto de regeneração todos os anos, e que o colapso do planeta é inevitável.

O site overshootday.org oferece informações muito interessantes sobre o tema, incluindo as datas de ultrapassagem de cada país que, no Brasil, teria ocorrido em 31/07/2020. Numa conta rápida, isso significa que, se todos os habitantes do planeta tivessem nosso estilo de vida, precisaríamos de um planeta 70% maior para evitar um colapso. Melhor do que os habitantes de Luxemburgo, que precisariam de um planeta 8 vezes maior ou os norte-americanos que precisariam de 5 planetas, mas ainda assim, insuficiente.

Em termos contábeis, somos credores, porque consumimos apenas 50% da biocapacidade de nosso território, em decorrência da riqueza natural de nosso país. Mas pensando em termos globais, considerando que outras localidades do planeta não têm os mesmos recursos, nosso comportamento, se replicado para todos os habitantes do planeta, superaria a capacidade de recuperação.

Em última instância, somos egoístas.

Se acreditamos em igualdade de direitos, no presente e no futuro, precisamos consumir menos.

Independentemente da precisão dos cálculos, os danos que, como espécie, provocamos ao planeta são inegáveis e trazem consequências ambientais.

O que cada um de nós pode fazer é reduzir sua pegada ecológica (que pode ser calculada aqui) e procurar motivar outras pessoas a fazerem o mesmo. E, claro, aproveitar as eleições para votar em candidatos que se preocupem com o assunto, porque muitas das ações necessárias para resolver o problema passam por decisões governamentais.

Para quem se dispõem a colaborar com o descolapso global, vale a pena conhecer mais sobre o assunto.

88 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 by Flávio Ferrari